Portal de Encruzilhada - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Terça-feira, 21 de Maio de 2024
Buenos Aires não usará voto eletrônico em eleição de outubro

Mundo

Buenos Aires não usará voto eletrônico em eleição de outubro

Autoridade eleitoral se opôs ao uso do sistema depois de falhas nas urnas e atrasos na votação de domingo;

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A autoridade eleitoral de Buenos Aires decidiu que nas eleições gerais marcadas para 22 de outubro não serão utilizadas as urnas eletrônicas. A decisão se dá depois das dificuldades ocorridas no Paso (Primárias, Abertas, Simultâneas e Obrigatórias) no domingo, (13.ago.2023). As informações são do La Nacion. Nas eleições primárias da Argentina foi utilizado um método misto de votação, com urnas físicas na maioria dos distritos e eletrônicas em parte deles. Em Buenos Aires, os eleitores tiveram as duas possibilidades de registro de voto 


Para eleger os cargos de presidente, vice-presidente, senadores e deputados, a capital argentina usou a cédula de papel. Já para eleger chefe de governo e governadores das províncias, foi utilizada a urna eletrônica.

Muitos eleitores que foram votar no Paso reclamaram de longas filas e falhas técnicas das urnas eletrônicas. Por conta das dificuldades apresentadas, o Instituto de Gestão Eleitoral da Cidade (IGE) informou que o sistema não será utilizado na Cidade de Buenos Aires.

Publicidade

Leia Também:

A entidade comunicou que irá acatar a decisão da juíza federal com competência eleitoral María Servini, que questionou o sistema eletrônico de votação depois das irregularidades durante o Paso.

“A experiência acumulada por mim em mais de 30 anos como juíza eleitoral me obriga a alertar que não podem ser realizadas novamente, nas mesmas condições, as eleições de 22 de outubro”, afirmou Servini nos documentos que enviou à Câmara Nacional Eleitoral, ao Tribunal Eleitoral da cidade e ao IGE.


A prefeitura de Buenos Aires divulgou um comunicado no qual apoiou a adoção da cédula eletrônica e responsabilizou as entidades eleitorais pelos atrasos ocorridos. Disse estar examinando opções para a votação em 22 de outubro.

De acordo com o governo municipal, a decisão final sobre como as eleições gerais de outubro serão votadas ainda deve ser discutida com “todos os envolvidos”. O IGE deve trabalhar em conjunto com as autoridades judiciárias para decidir um novo sistema de votação. Não foi descartado o uso da cédula de papel.


FONTE/CRÉDITOS: Poder 360
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Reprodução/Internet
Comentários:
Portal de Encruzilhada
Portal de Encruzilhada

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!