Portal de Encruzilhada - Sua fonte de notícias na cidade de ...

Terça-feira, 21 de Maio de 2024
Por que pode um

Política

Por que pode um "Consórcio do Nordeste" e não pode uma "Frente Sul-Sudeste"?

As falas do governador de Minas Gerais repercutiram e mostraram a hipocrisia da esquerda brasileira.

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Criado em meados de 2019, o consórcio que, "supostamente", tem o objetivo de "potencializar o desenvolvimento dos estados da região através do diálogo, troca de experiências e articulador de pactos em torno de políticas públicas e ganhos com a contratação de serviços e bens em conjunto"  na verdade serve de clube do bolinha para a esquerda nordestina.

No auge da pandemia, o governo do Ceará, em conjunto com o Consórcio Nordeste fizeram duas compras de respiradores pelo preço de R$50 milhões. Estes nunca foram entregues. Este mesmo consórcio, tem uma sala alugada em Brasília (região Centro-Oeste) pela bagatela de R$2,3 milhões para o contrato de 60 meses. O mesmo consórcio que paga altos salários a seus funcionários, além de passagens nacionais e internacionais. O mesmo consórcio que tem políticas partidárias acima do bem comum. Que tem pouquíssima transparência dos negócios feitos. 

É este tipo de gente, endossado pela fala hipócrita do Ministro da Justiça Flávio Dino, que disse que "o Brasil não precisa de separatismo, mas sim de união" que critica Romeu Zema (Novo-MG) por dar o start em uma possível frente Sul-Sudeste, que visa somar esforços entre os estados locomotiva do Brasil. Colocar em pauta assuntos importantes para esta região, que muitas vezes são abafados por votações massivas, oriundas de orientação das altas cúpulas destes consórcios.

Publicidade

Leia Também:

“A união do Sul e Sudeste jamais será pra diminuir outras regiões. Não é ser contra ninguém, e sim a favor de somar esforços. Diálogo e gestão são fundamentais pro país ter mais oportunidades”, escreveu o governador de Minas Gerais.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), também comprou a briga.

“A gente nunca achou que até hoje os estados do Norte e do Nordeste haviam se unido contra os demais estados do país. Pelo contrário, a união desses estados em torno da pauta que é de interesse comum deles serviu de inspiração para que a gente possa finalmente fazer o mesmo”, disse Leite.

Em poucas palavras, para a esquerda, em seu curral eleitoral, tudo. Para a direita, nada.

FONTE/CRÉDITOS: Operação Ragnarok da Polícia federal, Ministério Público da Paraíba
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Reprodução/Internet
Comentários:
Portal de Encruzilhada
Portal de Encruzilhada

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!